Democratização Jurídica | Inclusão Legal | Content Law      #LawIsCool

Fintech espera faturar R$ 1 milhão conectando originadores a investidores

AmFi lançou nos primeiros seis meses 7 novos pools; para o segundo semestre, ideia é atrair mais 500 investidores
Estimativa é lançar mais 12 pools até o final de 2023
Estimativa é lançar mais 12 pools até o final de 2023 - Rawpixel/Freepik

COMPARTILHE

A AmFi, plataforma que conecta originadores a investidores globais por meio de lending pools (conjuntos de contratos inteligentes e estruturas jurídicas), já enxerga os seis primeiros meses do ano como positivos para o negócio. Até o momento, a fintech registra crescimento de 41% ao mês com o lançamento de 7 novos pools, e para o segundo período, a expectativa é de faturar mais de R$ 1 milhão, além de alcançar mais de 500 investidores e aproximadamente 20 originadores.

“O ano de 2023 até aqui foi sem dúvida um dos momentos mais desafiadores que vivenciamos como empreendedores nos últimos 10 anos. Teve crise de crédito, de startup (com Silicon Valley Bank), na economia global (com alta da taxa de juros nos EUA e inflação em diversos países), na Web3 (com os resquícios do case FTX). Porém, toda essa turbulência passou a comprovar o modelo do nosso negócio”, afirma o CEO e cofundador, Paulo David.

Entre os clientes conquistados durante o período, a AmFi auxiliou nomes como Resolvvi, UP Vendas, LC Investe, NLT, Sector e MMK Partners a adquirirem capital através da emissão de tokens representativos da sua operação, que tem o objetivo de acessar investidores de forma mais ágil.

Todas essas operações aconteceram pelas melhorias e evoluções realizadas na plataforma AmFi, que vão desde a implementação de ativos judiciais, recebíveis de cartão de crédito e notas comerciais; processamento de cessão de ativos de crédito em lote capaz de desembolsar milhares de remessas por minuto; além de execução de estrutura de garantias com conta vinculada integrada de forma automática.

Já para o restante de 2023, a estimativa é de lançar mais 12 pools, além de realizar ofertas públicas por meio da plataforma da AmFi de crowdfunding, que deve ser aprovada pela CVM em breve. Além disso, a fintech abrirá operações para investidores estrangeiros, com a estrutura offshore, e criará também a estrutura de Pool of Pools (PoP), voltada para investidores institucionais que querem alocar em múltiplas operações ao mesmo tempo.

“O Brasil, o mercado de capitais e o de crédito dão todos os indícios de reaquecimento e de diminuição da turbulência. Isso é espetacular, pois se conseguimos crescer nessas condições tão adversas, temos a expectativa de continuar colhendo os frutos ao longo dos meses”, completa Paulo.

COMPARTILHE

Leia também

Receba nossa Newsletter

Negócios, Compliance, Carreira, Legislação. Inscreva-se e receba nosso boletim semanal.

TAGS

NOSSAS REDES

Nosso site utiliza Cookies e tecnologias semelhantes para aprimorar sua experiência de navegação e mostrar anúncios personalizados, conforme nossa Política de Privacidade.